Pontos Cantados EXU

Pontos Cantados EXU – Clique aqui e escute nossa playlist Youtube

Tranca Rua dono do Manto

Lá na porteira tem um homem em pé
Dizendo que é quem é
Boa noite meu senhor é o maioral
Boa noite Tranca Rua Dono do manto real

Exu Caveira Saravou

Lá na calunga tem o seu mistério sagrado
Sete Porteira é quem disse Exu Caveira mora ao lado
Zum zum zum a poeira levantou
Zum zum zum zum Exu Caveira saravou

Tranca Rua meu advogado

Lá na encruza na encruza existe um homem valente
Com sua capa e cartola e seu punhal e tridente
É madrugada é madrugada ele esta do meu lado
Por isso eu lhe peço seu Tranca Rua seja meu advogado

A sua casa não tem parede

A sua casa não tem parede
Não tem janela e não tem nada
Aonde é? Aonde é? Que Exu mora?
Exu mora na encruzilhada. 

 Me cobre com sua Capa

Seu Sete Encruza me cubra com sua capa
Seu Sete Encruza me cubra com sua capa
Quem tem sua capa escapa, Quem tem sua capa escapa.
A sua capa é um manto da caridade,
Sua capa cobre tudo, só não cobre falsidade

 Bode Preto Tata Caveira

Soltaram um bode preto
Meia-noite na calunga
Soltaram um bode preto
Meia-noite na calunga
Ele correu os quatro cantos
Foi parar lá na porteira
Bebeu marafo com Tatá Caveira

 Santo Antonio de Batalha

Santo Antonio de Batalha,
Faz de mim batalhador,
Santo Antonio de Batalha,
Faz de mim batalhador,

Corre e Gira Pomba Gira,
Tranca Rua,  Marabo
Corre e Gira Pomba Gira,
Tranca Rua e Marabo

 Na beira do Caminho

Ô lá na beira
Do caminho,
Esse Congá tem segurança,
Na porteira tem vigia,
Meia Noite o galo canta

 Sua capa de veludo

Sua capa de veludo
Quando veio deixou lá
Quando dava meia-noite
Seu Exu ia buscar
Ina mojibá ê
Ina mojibá
Sua capa de veludo
Quando veio deixou lá
Quando dava meia-noite
Exu Caveira ia buscar
Ina mojibá ê
Ina mojibá
Sua capa de veludo
Quando veio deixou lá
Quando dava meia-noite
Tranca Rua ia buscar
Ina mojibá ê
Ina mojibá
Sua capa de veludo
Quando veio deixou lá
Quando dava meia-noite
PomboGira ia buscar
Ina mojibá ê
Ina mojibá
Sua capa de veludo
Quando veio deixou lá
Quando dava meia-noite
Todos Exu ia buscar
Ina mojibá ê
Ina mojibá

 Exu é rei das 7 encruzilhadas

Dizem que exu só bebe e dá risada
Mas ele é exú é rei das 7 encruzilhadas
Seu 7 queima tuia
E não tem mistério
E mora na encruza
Lá no cemitério
A sua gira é forte
Não tem caçoada
Depois da hora grande
Vai girar na encruzilhada

—–XX—–

 

Olha Zé Curiá

Toma lá zecu, zecu.
Olha zé curiá.
Olha Iá zecu, zecu.
Olha zé curiá

 Sem Exu não se faz nada

Sua casa é longe
É lá no cemitério
Mas lá também tem sua encruzilhada
Quem esteve lá ouviu
Agora diz que na Umbanda
Sem Exu não se faz nada
Já vem rompendo a aurora
Mais um dia e Seu Sete vai girar agora

 

—-XX—-

 

Seu capacete é de veludo

Seu capacete é de veludo
Olha sua cocar
Olha sua cocar seu Tranca Rua

Exu Pinga Fogo

eu vim de la, eu vim de novo
para saudar seu pinga fogo
laroie exú! laroie
seu pinga fogo venha me valer
na minha tristeza se fez alegria
na solidao foi na minha companhia
eu vim de la, eu vim de novo
para saudar seu pinga fogo
laroie exú! laroie
seu pinga fogo venha me valer
seu pinga fogo e quem me guia
sim ele de mim que seria?
eu vim de la, eu vim de novo
para saudar seu pinga fogo
laroie exú! laroie
seu pinga fogo venha me valer

 

—XX—

Tranca Rua já chegou

Boa noite, a hora é essa
Seu Tranca Ruas já chegou,
Agora é festa

 Tanca-rua é quem manda lá

Cigana não lhe dou meu coração,
Não posso com você morar,
Sua casa é na encruza,
Tanca-rua é quem manda lá

 Boa noite lua cheia

Boa noite lua cheia
Lua nova no meu lado
Tranca Rua quem chegou
Vai comandar o seu reinado

 Exu é curador

Estava curiando na encruza
Quando a banda me chamou
Exu no terreiro é rei
Na encruza ele é doutor
Exu vence a demanda
Exu é curador

 Sino da Igrejinha

O sino da igrejinha faz: “belém”, “blém”, “blom”
O sino da igrejinha faz: “belém”, “blém’, ‘blom”
Deu meia noite e o galo já cantou
Seu Tranca Ruas é o dono da gira
Oi, corre gira que Ogum mandou

Sete Porteira

Que exu é esse
Parado na porteira o nome dele
é Sete Porteira
—XX—

Espalha a Brasa
Joga fogo Exu
espalha a brasa
Quero ver queimar
Todo mal da minha casa
—XX—
Caveira e Tiriri
Onde está o caveira
Esta ali
Na Calunga pequena
Com Seu Tiriri

 Que linda risada

Ei quá quá quá
Que linda risada
Que Exu vai dar

—XX—

Exu caveira

Exu Caveira comedor de carne crua
Espera o seu la no meio da rua,
Exu Caveira comedor de carne crua
Espera o seu la no meio da rua.

Portao de ferro cadeado de de madeira
O dono da calunga ainda é o exu caveira

Exu Caveira comedor de carne crua
Espera o seu la no meio da rua
Caveira, Caveira
Pois o seu povo te chamou pra trabalhar,

 Meu Camarada

Seu Tranca Rua meu amigo meu camarada
Meu companheiro desta minha longa jornada
Vem vem na Umbanda trabalhar
Vem na fé de Oxala
Para seus filhos ajudar lalaralá

—XX—

Cadê Marabô

Marabô iê, Marabô ia.
Cadê Marabô
Cadê Marabô
Cadê Marabô
Marabô iá

 Botaram feitiço na encruzilhada

Botaram um feitiço na encruzilhada pra me derrubar,
mas não adianta,não adianta eu também sou de lá.
O meu pai é Ogum,meu pai é Ogum minha mãe Iemanjá.
Já falei com seu 7 ele é meu compadre ele vai me ajudar.
Você vai penar, voce vai penar
Agora bata a cabeça e peça malême pro povo do mar.
você está devendo,você esta devendo e vai ter que pagar

Foi Oxalá

Foi, foi Oxalá
Quem mandou eu pedi
Quem mandou implorar
Que as Santas Almas
Vinhessem me ajudar
Seu tranca na encruza de joelho a gargalhar
Me sara me cura seu Tranca Rua
Me sara me cura seu Tranca Rua
Me sara me cura seu Tranca Rua

–xx–
Ponto Riscado

Surgiu mais uma luz no meu caminho
Para minha estrada iluminar
No centro da Mata Virgem
Essa luz não é toda preta
Ela é preta é encarnada
Ai meu Deus o que será
Essa linda visão que eu nem sei explicar
Tinha um lindo ponto riscado
Aonde seu Tranca Rua seu trabalho foi confirmado

–XX–
Seu Tranca Ruas

Deixe esse povo falar
Deixe essa gente dizer
Seu Tranca Rua vem na Umbanda trabalhar
Seu Tranca Rua é quem vai nos ajudar

 É mojibá

É mojibá, seu Exu Rei, é mojibá
É mojibá, seu Exu Rei, é mojibá
Seu Tranca Rua na Kimbanda é mojibá
É mojibá, Seu Tranca Rua, é mojibá
É mojibá, Seu Tranca Rua, é mojibá
Sete Tronqueira na magia é Mojibá
É mojibá, Sete Tronqueira, é mojibá
É mojibá, Sete Tronqueira, é mojibá
E a Pomba Gira na defesa é mojibá
É mojibá, Pomba Gira, é mojibá
É mojibá, Pomba Gira, é mojibá
Exu Veludo no inferno é mojibá
É mojibá, Exu Veludo, é mojibá
É mojibá, Exu Veludo, é mojibá
Seu Vira Mundo na virada é mojibá
É mojibá, Seu Vira Mundo, é mojibá
É mojibá, Seu Vira Mundo, é mojibá
Sete Porteira no retorno é mojibá
É mojibá, Sete Porteira, é mojibá
É mojibá, Sete Porteira, é mojibá
Cangaruçu na Macaia é mojibá
É mojibá, Cangaruçu, é mojibá
É mojibá, Cangaruçu, é mojibá
Seu Tiriri la no retorno é mojibá
É mojibá, Seu Tiriri, é mojibá
É mojibá, Seu Tiriri, é mojibá
É mojibá Seu Marabô é mojibá
É mojibá, Seu Marabô, é mojibá
É mojibá, Seu Marabô, é mojibá
E o Exu Mangueira na virada é mojibá
É mojibá, Exu Mangueira, é mojibá
É mojibá, Exu Mangueira, é mojibá
Seu Sete Encruza na virada é mojibá
É mojibá, Sete Encruza, é mojibá
É mojibá, Sete Encruza, é mojibá

Dono do meu Caminho

Quando o sol aqui não mais brilhar
Quando a lua o seu clarão refletir
É sinal que está na hora
É ele quem chega agora
Já deu meia noite
Tranca rua é quem chega aqui
Jurou amar alguém na encruzilhada
Jurou fazer o bem de madrugada
E hoje com fé
Companheiro e amigo leal
Quebra feitiço e também desfaz o mal
E toda vez que na rua eu caminhar
E ouvir de longe sua voz a ecoar
Tenho certeza que agora não ando sozinha
Seu tranca ruas é o dono do meu caminho

—–XX—
Igrejinha
O sino da igrejinha faz belem blem blom
Deu meia noite o galo ja cantou
Seu Tranca Rua que é dono da gira
O corre gira que Ogum mandou

Adorei Tranca Rua

Eu amei alguem
E esse alguem não amava ninguem
Eu amei o sol
Eu amei a Lua
Na encruzilhada eu adorei seu Tranca Rua

——xx—–
Coroa Linda

O sol me queima
Vem a lua e me cura
Coroa linda é de seu Tranca Rua

——XXX—–
Ô Luar
O luar o luar
Mas ele é dono da rua
Quem cometeu as suas faltas
Peça perdão a Tranca Ruas

 Meia noite na Calunga – João Caveira

Deu meia noite na calunga
a catatumba gemeu,
olha quem vem La no cruzeiro
João caveira apareceu,
risca risca risca ponto
na folha da bananeira
João caveira é homem serio
e não de brincadeira,
ordenança de atotô e também de omolu
cemitério é coisa seria
e não é pra qualquer um,
saravando com pipoca
pra suas chagas curar
João caveira é curador
e ele vem pra te ajudar
sarava João caveira
guardião de todas almas
ele é Exu odara e nele posso confiar. 

Olha quem ta lá no portão

 

Olha quem ta lá no portão,
de capa e cartola, de pé no chão (Olha la)
Olha quem ta lá no portão,
de capa e cartola, de pé no chão (Olha la)
Será seu Caveirinha,será, será…???
Será Exu do lodo será, será…???
Será seu sete capas?será, será…??? Olha la
Olha quem ta lá no portão,
de capa e cartola, de pé no chão (Olha la)
Será seu Caveirinha, será, será…???
Será Exu do lodo será, será…???
Será seu Exu farrapo? será, será…???
Será o Tranca Rua será, será…???
Será o Seu Caveira será, será…???(Olha la
Olha quem ta lá no portão,
de capa e cartola, de pé no chão (Olha la)
Será seu Sete Encruzas, será, será…???
Será Seu Tiriri será, será…???
Será seu Marabo? será, será…???
Olha quem ta lá no portão,
de saia vermelha de pé no chão (Olha la)
Será Maria Padilha, será, será…???
Será Maria Mulambo será, será…???
Será a Ciganinha?
Olha quem ta lá no portão,
de capa e cartola, de pé no chão (Olha la)
Será seu Caveirinha, será, será…???
Será Exu do lodo será, será…???
Será seu Exu farrapo? será, será…???
Será o Tranca Rua será, será…???
Será o Seu Caveira será, será…???Olha la

 Tranca Ruas de Embaré

Eu tenho fé, Eu tenho fé
Tenho fé nesse exú
Que é Tranca Ruas de Embaré
Eu tenho fé, Eu tenho fé
Tenho fé nesse exú
Que é Tranca Ruas de Embaré
Salve a porteira, a rua, a encruzilhada
Salve sua gargalhada, sua coroa de rei
Salve a vela e o punhal em sua mão
Salve a grande proteção que neste Exú eu encontrei
Eu tenho fé, Eu tenho fé
Tenho fé nesse exú
Que é Tranca Ruas de Embaré
Eu tenho fé, Eu tenho fé
Tenho fé nesse exú
Que é Tranca Ruas de Embaré
Salve a noite, madrugada enluarada
Salve sua capa bordada, salve todo seu axé
Salve a força desse exu trabalhador
Salve o protetor que eu deposito a minha fé

Tranca Ruas

Quem manda de dia é o sol
O Luar
Quem manda a noite é a lua
O Luar
Quem cometeu as suas faltas
Peça perdão a Tranca Ruas

——XX—-
Sua capa
Seu Tranca Rua
Me cobre com sua capa
Quem tem sua capa escapa
Quem tem sua capa escapa
A sua capa é um manto de caridade
A sua capa cobre tudo só nao cobre a falsidade

—-XXX—-
Tranca Rua de Embaré
Quem quiser me ver
Suba no barranco oi Zé
O nome dele é Tranca Rua de Embaré

 Paz e Amor – Tranca Rua

Somente a paz
Somente o amor
Conduz o homem
Ao alivio da sua dor
Seu Tranca Rua é amigo trabalhador
Na Lei de Umbanda
Ele é o nosso protetor

 Vou mudar para melhor

Esse ano eu vou mudar
Vou mudar para melhor
Já fizeram sua cabeça
Não tenho culpa
Se a minha é bem melhor
Nao de forças a sua lingua
Para voce falar de mim
Mas para quem me conhece
Você tem raiva de mim
Laroyê

 Marabô Grande Protetor

ô…ô…saravá marabô
justiceiro e amigo
proteja-me do mal, me cobre do perigo
eu vi você…
eu vi você…trabalhando sem parar
lá na porteira
a segurança só você pode nos dar marabô…
marabô…é meu grande protetor
andarilho dessa estrada
o senhor da madrugada trabalhando a meu favor

 Curiando na encruza

Estava curiando na encruza
Quando a banda me chamou
Exu no seu reino é rei
Na encruza ele é doutor
Exu no seu reino é rei, na encruza ele é Dr
Exu quebra a demanda
Exu é curador

 Canto a Tranca Rua do Embaré

Eu quero vê, Umbanda
Eu quero vê
No meio da encruzilhada
Seu Tranca Rua aparecer
alaroê
Seu Tranca Rua sempre foi homem valente
Seu Tranca Rua sempre foi homem valente
Defendendo a todos nós com sua capa e seu tridente
Seu Tranca Rua nunca me deixe sozinho
Seu Tranca Rua nunca me deixe sozinho
Me de toda proteção e tire o mal do meu caminho
Eu quero vê umbanda
Eu quero vê
No meio da encruzilhada
Seu Tranca Rua aparecer
alaroê
Eu quero vê umbanda
Eu quero vê
No meio da encruzilhada
Seu Tranca Rua aparecer
alaroê
Seu Tranca Rua é o meu Exú de fé
Seu Tranca Rua é o meu Exú de fé
Ele é rei lá da encruza e Padilha é sua mulher
é um grande feiticeiro é Tranca Rua de Embaré

 Seu Capa Preta

A sua capa é preta
Ele é todo luz
No Cruzeiro das Almas
Ele é Exu

Não se assuste
Ele é companheiro
Em sua vida ele foi doutor
Na lei de Umbanda ele é guerreiro
Ele é guardião é meu protetor
Na lei de Umbanda ele é guerreiro
Ele é guardião é meu protetor

Seu Capa Preta é quem chega na Gira
Ele é da noite
Ele não vem só
Quem lhe acompanha
É uma Cigana, Maria Mulambo e seu Marabo
Quem lhe acompanha
É uma Cigana, Maria Mulambo e seu Marabo

 Exu Caveira

Eu entrei la na calunga e parei lá no cruzeiro.
Veio um vento forte e levantou poeira.
( Laroyê Exu, Saravá o Exu Caveira )
Eu entrei la na calunga e parei lá no cruzeiro.
Veio um vento forte e levantou poeira.
Zua zuo, zua zueira.Aquele vento era Exu Caveira.
Zua zuo, zua zueira.Aquele vento era Exu Caveira.
Marimbondo pequenino não tem medo de ninguem.
Ele é o Exu Caveira e só trabalha para o Bem.
Se você não acredita é melhor Acreditar
Ele é o Exu Caveira aqui e em qualquer lugar.
Zua zuo, zua zueira.Aquele vento era Exu Caveira.
Zua zuo, zua zueira.Aquele vento era Exu Caveira.
Vento forte, vento fraco, na Calunga tem Poder.
Esta Poeira é do Caveira e ele vem nos defender.
Vento forte, vento fraco, na Calunga tem Poder.
Esta Poeira é do Caveira e ele vem nos defender.
Zua zuo, zua zueira.Aquele vento era Exu Caveira.
Zua zuo, zua zueira.Aquele vento era Exu Caveira

 Exu Tiriri

Essa é uma historia que aconteceu comigo
Andava pela rua e no caminho só perigo
Eu não tinha paz, eu não tinha verdade
Nos caminhos da amargura, buscava a felicidade
Foi então que no meio da encruza
Avistei um homem com tridente na mão
Me disse moço não tem mais o perigo
pois exu é o caminho
Estou aqui pra lhe ajudar
quando precisar é chamar por mim
sou seu amigo e guardião eu me chamo tiriri
É Tiriri Rei da Encruza, é Tiriri Rei da Calunga
Seu tiriri é rei em qualquer lugar,
pois não a portas fechadas quando vem pra trabalhar

Uma banda sem exu

Exu da meia noite
Exu da madrugada
Uma banda sem exu
Não se pode fazer nada

 Capa Preta meu advogado

Lá na encruza na encruza
Existe um homem valente
Com sua capa e cartola e seu punhal e tridente
É madrugada é madrugada ele esta ao meu lado
Por isso eu lhe digo Capa Preta ele é meu advogado

 Exu Morcego Rei da Calunga

Com ele não tem mistério
Não tem magia
Não tem segredo
Ele é o Rei da calunga
O seu nome é
Exu Morcego

 No Clarão da lua

No clarão da lua exu chegou caminhando na rua
Exu, exu os seus caminhos são de paz e de amor…
Exu, exu os meus caminhos quem protege é Marabô…
No clarão da lua exu chegou caminhando na rua
Exu, exu os seus caminhos são de paz e de amor…
Exu, exu os meus caminhos quem protege é Marabô

Ele é Marabo

Não há caminhos que ele não percorra
Não há demandas que ele não possa quebrar
Ele é Oxé de meu pai Xango,
Ele é justiça que não tarda pra chegar
Seu Marabo quem vem correndo a gira
Com sua capa, seu axé, sua proteção
Vem pra fazer valer a lei da Umbanda
Vem pra trazer a todos paz e união
Quando ele chega os seus filhos choram
Quando vai embora fica sempre uma lição
Quem não conhece vai saber agora,
Ele é Marabo, ele é a justiça na escuridão

 Exu Vai Embora

Exu vai pelo pé, pelo pé,
Exu vai pela mão, pela mão
Exu já vai embora,
Olha a banda com banda Exu vai só
Exu já comeu, Exu já bebeu,
Agora quem manda na banda sou eu
Mas seu exu pra que tanta demora,
Dona da casa diz que é hora é hora é hora
Exu já comeu, Exu já bebeu,
Agora quem manda na banda sou eu

 Exu Feiticeiro

Exu plantou bananeira meia noite
Plantou um galho na beira do caminho
Sai da frente que esse cabra é valente
Depois da meia noite ele vira feiticeiro
Ele vai girar, ele vai girar
Lá na porteira
Ele vai girar

Festa Exu Tiriri

É meia noite em ponto e o galo cantou
É meia noite em ponto e o galo cantou
Cantou pra anunciar que Tiriri chegou
Cantou pra anunciar que Tiriri chegou
Ele vem da Calunga de capa
Cartola e tridente na mão
Esse Exú de fé é quem nos trás Axé e nos dá proteção
Ele é Exú Odara e vem nos ajudar
Com seu punhal ele fura, ele corta demanda
Ele salva, ele cura
Exú Amojubá
Laroiê
Laroiê Exú, Exú Amojubá
Eu perguntei a ele o que é Exú ele vem me falar
Exú é caminho, é energia, é vida, é determinação
É cumpridor da Lei, Exú é esperto, Exú é guardião
Exú é trabalho, é alegria veloz, Exú é viver, é a magia
É o encanto, é o fogo, é o sangue na veia vibrando
Exú é prazer laroiê
Alaruê Exú, Exú Amojubá
Tras sua falange Exú Tiriri para trabalhar
Laroiê Exú
Laroiê Exú, Exú Amojubá
Tras sua falange Exú Tiriri para trabalhar.
Vem seu Tranca-Ruas, Maria Padilha e Exú Marabô
Sete Encruzilhadas, seu Zé Pilintra aqui chegou
Maria Mulambo, Maria Farrapo e Dona Figueira
Dona Sete Saias, Pombogira menina e Rosa Vermelha
Sete Catacumbas, Exú Caveira firmam ponto aqui
e o Exú Capa Preta anunciou a festa é do Exú Tiriri
Deu meia noite em ponto!

 

 Exu Veludo

Deu Meia Noite
Ouvi uma gargalhada
Na Encruzilhada
Exu Veludo já chegou
Firmou seu ponto
Acendeu vela, fez magia
e no céu da noite fria
a lua branca então brilhou
Exu veludo Laroye e Mojuba
Exu veludo Mensageiro do orixá
Exu veludo Laroye e Mojuba
Não tem demanda que ele não possa quebrar
Exu veludo é rei
Ele é sim senhor
Ele é rei la na encruza
Na estrada ele é doutor
Exu veludo é rei
Ele é sim senhor
Ele é rei la na encruza
Na estrada ele é doutor

 Exu Mirim já vem

Exú Mirim já vem, Exú Mirim já vem
Seu Exú já veio, Exú Mirim vem também
Exú Mirim já vem, fazendo careta
Salve Exú Mirim, Saravá Seu Capa Preta
Exú Mirim já vem brincando com tudo
Salve Exú Mirim, Saravá Exú Veludo
Exú Mirim já vem, vem olhando a lua
Saravá Exú Mirim, Saravá Seu Tranca Rua
Exú Mirim já vem, vem beirando o mato
Salve Exú Mirim, Saravá seu Exú Gato
Exú Mirim já vem e não cai em fogo
Salve Exú Mirim, Saravá Exú do Lodo
Exú Mirim já vem subindo a ladeira
salve Exú Mirim, Saravá Exú Caveira
Exú Mirim já vem fazendo macumba
Salve Exú Mirim, Saravá Seu Catacumba
Exú Mirim já vem vem firmando a coxa
Salve Exú Mirim, Saravá Seu Capa Roxa
Exú Mirim já vem, Exú Mirim já vem
Exú Mirim já veio, Exú Mirim vem também
Exú Mirim já vem, vem lá das canjiras
Salve Exú Mirim, Saravá as Pomba-Giras
Exú Mirim já vem, vem quase nú
Salve Exú Mirim, Saravá todos Exús
Exú Mirim já vai, Exú Mirim já vai
Seu Exú já foi, Exú Mirim também vai

Exu toma conta

Portão de ferro
Cadeado de Madeira
Exu toma Conta
Exu presta Conta
Seu Exu fecha a nossa porteira
Seu Exu fecha a nossa porteira